Teutônia: Passeio pela história da imigração alemã

///Teutônia: Passeio pela história da imigração alemã

Teutônia: Passeio pela história da imigração alemã



Centro Administrativo Municipal com 64 módulos em estilo enxaimel, é uma das atrações do roteiro

Crédito: deolí gräff / especial / cp

A Rota Germânica, primeiro roteiro turístico formatado no Vale do Taquari, RS, leva os visitantes a conhecerem uma história forjada por imigrantes vindos da Alemanha. As características estão presentes por toda a parte. Os habitantes se comunicam por meio de um dialeto e a arquitetura tem estilo enxaimel e jardins floridos.

O roteiro em Teutônia conta com 13 atrativos, que se completam. Na chegada, o visitante conhece o Centro Administrativo Municipal, obra de 5,8 mil metros quadrados, dividida em 64 módulos no estilo enxaimel. O local abriga também o Relógio das Flores, a Praça das Bandeiras, um lago e o Museu Municipal Henrique Uebel. A incursão segue para o interior de Teutônia, por via asfaltada, até o alto do morro da Lagoa da Harmonia, com 593 metros de altura, situado em meio a uma área verde com lago, hotel e restaurante.

O circuito inclui uma parada na Casa de Artesanato Sapato de Pau, que ainda fabrica, de forma artesanal, o calçado usado na época da colonização. Hoje, a peça virou adereço e serve como símbolo do município para identificar sua origem. O roteiro conta ainda com pontos voltados ao lazer e à gastronomia alemã.

A Rota Germânica foi regionalizada recentemente, com a participação de Westfália, que têm três pontos de visitação: o Centro Administrativo Municipal; a Igreja Evangélica Sião, onde foi batizado o ex-presidente da República Ernesto Geisel; e um parque de lazer. Segundo o secretário de Cultura e Turismo de Teutônia, Ariberto Magedanz, o roteiro está em constante aperfeiçoamento, o que explica o aumento na quantidade de visitantes. Em 2010, foram registrados mais de 10 mil turistas. Ele destaca que, neste número, não estão incluídas as pessoas que se deslocam de carro particular para conhecer os atrativos locais.

O secretário enfatiza que, além do turismo receptivo, o município incentiva o de eventos e o da terceira idade. Conforme ele, praticamente todo mês há alguma tipo de atividade, o que atrai o público. Magedanz menciona ainda como fator de contribuição ao turismo o aspecto cultural do município, citando os 40 corais, que congregam cerca de mil cantores. Segundo o secretário, para a Festa de Maio, que teve início ontem e segue até domingo, são esperadas mais de 100 mil pessoas. O evento ocorre no complexo do Centro Administrativo.

Fonte: Correio do Povo, Porto Alegre, RS – 25 05 2011

Site: www.correiodopovo.com.br

http://www.brasilalemanha.com.br/portal/index.php?p=amp;getID=5898

By |2011-05-27T00:00:00-03:00Maio 27th, 2011|Sem categoria|Comentários desativados em Teutônia: Passeio pela história da imigração alemã

About the Author: