FIQUE INFORMADO

Potencial turístico é oportunidade para desenvolvimento do Vale do Taquari

Empresário Bruno Omori falou sobre possibilidades do setor em reunião da Amvat O Vale do Taquari despertou para o turismo. Dado este primeiro passo, é hora de buscar formas de profissionalizar o setor. Várias ações têm sido desenvolvidas e uma delas ocorreu nesta manhã (18.03), durante a assembleia da Associação dos Municípios do Vale do Taquari (Amvat), que reuniu prefeitos e secretários de Turismo, em Estrela. O empresário paulista Bruno Omori, que é gestor da área de Turismo e Hotelaria, esteve visitando a região nos últimos três dias, a convite da Associação dos Municípios de Turismo da Região dos Vales (Amturvales). Na assembleia, ele falou sobre o potencial da região e oportunidades que podem ser exploradas. Omori conheceu cerca de 20 municípios e pontos turísticos, como o V-13, em Vespasiano Corrêa; a Escadaria, em Estrela; o Museu do Pão, em Ilópolis; e o Cristo Protetor, em Encantado. “Primeiro, fiquei muito impressionado com as belezas naturais. A percepção geral é de um grande potencial: dá para trabalhar o turismo sustentável, turismo de aventura e turismo esportivo, que pode estar ligado ao rio”, avalia o empresário, que também é presidente do Instituto de Desenvolvimento, Turismo, Cultura, Esporte e Meio Ambiente de São Paulo (IDT-CEMA). Na visão de Omori, embora exista potencial, o produto ainda precisa ser trabalhado. “O turismo no Vale precisa ser estruturado, ‘embalado’ para poder ser vendido para agências de cidades e países como São Paulo, Barcelona, Tóquio, Itália ou Alemanha. Depois de ‘embalado’, poderemos trazer pessoas pra cá e vender pacotes”. Outros desafios, conforme o palestrante, são oferecer uma rede hoteleira com maior qualidade e quantidade de apartamentos, e fortalecer o receptivo com mais comércio e integração com artesãos e com a população. “São alguns aspectos de estruturação e planejamento para transformar o Vale do Taquari num grande destino turístico do Brasil. O turismo nesta região é um diamante bruto, que pode virar um diamante lapidado, valendo milhões e trazendo emprego. O turismo pode, inclusive, elevar o PIB per capita do morador porque, em média, um colaborador de uma fábrica ganha duas ou três vezes menos do que no turismo já estruturado”. Durante a palestra, o empresário ainda destacou a aprovação recente do projeto de lei que legaliza os chamados jogos de azar, como cassinos, bingos e jogo do bicho. “Vai haver um novo olhar para essa questão dos cassinos turísticos e casas de apostas esportivas. Por que não pensar nisso para esta região, que é uma região tão bonita? É algo que atrairia público e agregaria valor”, enfatiza.

Referência para o turismo em ascensão

Conforme o presidente da Amturvales, Leandro Arenhart, Omori é uma referência em desenvolvimento turístico nas regiões que estão em ascensão. “Trouxemos alguém com a visão do Omori porque muitos estão percebendo o que o turismo pode fazer. Mas temos que nos preparar e nos qualificar muito ainda, especialmente quando começarmos a receber os turistas que virão com a inauguração do Cristo Protetor do Vale do Taquari”. Arenhart ainda lembrou que muitas pessoas trabalharam para que o turismo estivesse em expansão no Vale. Entre eles, citou o ex-prefeito de Encantado, Adroaldo Conzatti, que faleceu há um ano, no dia 19 de março do ano passado. Já o vice-presidente da Amturvales, Charles Rossner, que acompanhou Omori nas visitas aos municípios da região, ressaltou os projetos que estão sendo desenvolvidos para o futuro. Ele afirmou que todas as cidades associadas à Amturvales estão cadastradas no mapa do turismo brasileiro, o que possibilitará angariar recursos no Ministério do Turismo e preparar a região para receber turistas. “Nós ainda não temos muitos turistas no Vale, hoje recebemos visitantes. Temos que virar essa chave, temos que ter turistas que passem mais dias aqui, fiquem em hotéis e usufruam dos nossos restaurantes, supermercados, farmácias, postos de combustíveis… É o turista que faz a economia girar”, analisa Rossner.

Desenvolvimento regional do turismo

Para o presidente da Amvat, Sandro Herrmann, na assembleia de hoje foi dada uma demonstração da parceria entre a Amvat e Amturvales no que diz respeito ao desenvolvimento regional do turismo. “São ações em conjunto, que tendem a trazer um retorno muito grande. Vamos buscar atrair investidores para que se tenha um desenvolvimento econômico e o turismo faz parte disso, afinal, é uma indústria limpa e tem um grande potencial na região”, salienta Herrmann.

Vídeo

Ao fim da reunião da Amvat, foi apresentado o vídeo da temporada outono/inverno do Vale do Taquari. O vídeo apresenta os produtos turísticos da região, com imagens dos 36 municípios associados à Amturvales, que remetem à estação do frio e do aconchego, como pousadas, espaços de gastronomia e pontos turísticos para visitação. A iniciativa é da Amturvales e tem o apoio de Sebrae e Univates.

Embora não utilizemos cookies próprios, nosso site integra funcionalidades de terceiros que acabarão enviando cookies para seu dispositivo. Ao prosseguir navegando no site, estes cookies coletarão dados pessoais indiretos. Recomendamos que se informe sobre os cookies de terceiros.

Leia nossa política de privacidade.