Turismo: Nova cara para o Parque Histórico

///Turismo: Nova cara para o Parque Histórico

Turismo: Nova cara para o Parque Histórico



Lajeado -Três visitantes, em média, passam pelo Parque Histórico de forma espontânea a cada dia de semana. Para multiplicar esse número a aposta da Administração é na diversidade de atrações. A partir do segundo semestre deste ano, além de observar as casas em estilo enxaimel e os utensílios dos primeiros imigrantes, o público poderá apreciar um café colonial típico e assistir a apresentações artísticas.

O primeiro passo para concretizar a ideia é a contratação de vigilantes. Dessa forma o local poderá ficar aberto em todos os finais de semana. “Hoje tem câmeras de vídeo e alarme. Lá não fica ninguém”, explica o secretário de Cultura e Turismo, Gerson Teixeira. Em seguida será realizada a licitação para o café colonial. Como forma de incentivo, não será cobrado aluguel nos primeiros seis meses. Após esse período o valor será definido por uma comissão de locação dos prédios públicos. Segundo Teixeira, vence quem apresentar o melhor cardápio.

As mudanças devem ocorrer a partir de julho. “Depende de toda uma burocracia. Isso acaba atrasando um pouco”, justifica Teixeira. No dia 2 de junho o projeto – que inclui a formatação de um roteiro turístico – será apresentado às agências de viagem de Lajeado. O mesmo deve ocorrer com a rede hoteleira. O secretário prevê apresentações artísticas todos os sábados como forma de atrair público ao local. “É fácil movimentar (o parque) sem custo para o município”, acredita. Para ele, a cidade possui um potencial extraordinário para o turismo, mas “que está parado por falta de projetos e ideias”.

SaibaMais

O Parque Histórico de Lajeado fica aberto de segunda a sexta-feira, das 8h às 11h30min e das 13h30min às 17h. Aos sábados e domingos recebe visitações entre 13h e 18h. Em feriados o parque funciona somente com hora marcada.

Segurança

A primeira mudança deverá ocorrer na segurança do parque. Para o presidente do Centro de Cultura Alemã, Ademar Breitenbach, essa é hoje a maior necessidade do local. “Tem famílias com objetos antigos para ser colocados no museu e não podem colocá-los porque não há garantia”, acredita. Outra providência que ele considera necessária é a cobertura das canchas de eisstocksport, esporte que leva um grande número de pessoas ao Parque Histórico. “Quando chove, os eventos são transferidos automaticamente para Santa Cruz do Sul”, justifica. Segundo ele, o esporte – que consiste no arremesso de um objeto conhecido como Stock e é popular entre descendentes de alemães – é o que mais movimenta o local na atualidade.

Tradicionalismo

O otimismo com a nova fase do Parque Histórico motivou até mesmo outras etnias além da germânica. A Societá Taliana Tutti Fratelli e o Centro de Cultura Afro devem ganhar um espaço no local em breve. As tradições gaúchas também terão vez. Uma das casas foi destinada ao Movimento Tradicionalista Gaúcho (MTG). “Como temos a nossa sede em Lajeado, vamos colocar tudo que envolve a cultura gaúcha, como uma biblioteca, um museu, com essa finalidade”, explica o coordenador da 24ª Região Tradicionalista, Gerson Junqueira. “Vai ser um local de grande visitação, e para nós, do MTG, é importante, pois podemos cada vez mais difundir a cultura do Rio Grande e a história da nossa região”, destaca.

“É fácil movimentar (o parque) sem custo para o município.”Gerson Teixeira

Fonte: Jornal O Informativo do Vale, pág. 12, 02/06/2009

Foto: Paula cristina Scheid

By |2009-06-03T00:00:00-03:00junho 3rd, 2009|Sem categoria|Comentários desativados em Turismo: Nova cara para o Parque Histórico

About the Author: