Show de alegria e amor pela tradição

///Show de alegria e amor pela tradição

Show de alegria e amor pela tradição



Centenas de pessoas se envolvem na organizaçãoe preparação da festa que chega à 44 edição

Estrela- O primeiro baile do Festival do Chucrute abriu na noite de sábado a programação que segue até domingo, recebendo mais de mil pessoas -além de outras 600 envolvidas nas apresentações e organização- no Pavilhão do Cristo Rei. Por dois anos o evento foi realizado no ginásio do Bairro Boa União em razão de reformas para ampliação do Cristo Rei. A impressão que se tinha era de que a Alemanha era ali. Roupas e trajes típicos germânicos eram apenas um adereço a mais na ornamentação que dava inveja a qualquer Oktoberfest.

As cores do município- vermelho, azul e branco – davam o tom e dezenas de guirlandas foram penduradas no teto. Conforme um dos comendadores do festival, Ernani Sehn, foram mais de mil metros do verde que dava formas a coroas recheadas de flores coloridas. Painéis gigantescos fixados nas paredes garantiam um cenário diferenciado. Neles, vilas inteiras pintadas pelo artista plástico estrelense Sérgio Werle. Bandeiras e faixas completavam a decoração feita de forma voluntária por centenas de pessoas da Comunidade Evangélica ou do Grupo de Danças Folclóricas Alemãs de Estrela, que completa 45 anos em 2009. Uma exposição com fotografias antigas e recortes de jornal contava o passado do mais antigo grupo em atividade ininterrupta do país.

Apresentações dos grupos de danças

A categoria mirim foi a primeira das 12 a se apresentar. Crianças de 3, 4 e 5 anos entraram puxadas por um trem e seus vagões. A diversão seguiu adiante com as demais turmas, inclusive das mulheres da terceira idade, e do grupo dos casais, que contou um pouco das tradicionais profissões, como a do ferreiro, padeiro e, claro, do cervejeiro. A sênior homenageou os 45 anos do grupo de danças. Com bicicletas foram lembrados os desfiles, e com cartas, os momentos de integração dessa família que envolve mais de 400 dançarinos.

As categorias principais- oficial A, oficial B e especial-também fizeram bonito. Além das apresentações individuais, se uniram para mostrar um pouco do orgulho de fazer parte dessa turma que faz sucesso em países da Europa, em especial na Alemanha. Levaram para a pista a música muito cantada na última turnê, realizada em junho, Viva Colônia, que seria o time de futebol da cidade de Köln, por onde passaram. “Marcou muito, e mesmo aqueles que não estiveram na turnê, a elegeram como uma espécie de hino”, conta Renato Veneker, conhecido como “Imer Truf”, que teve a ideia de transformar a música alemã em uma dança e a repassou ao instrutor Andreas Hamester que, mais uma vez, mostrou a razão de estar à frente dessa turma. É ele o responsável por levar e ensaiar as novas coreografias e a injetar, em todos que ali chegam, uma carga extra de ânimo e amor pela tradição. Apesar do frio, a festa seguiu até por volta das 3h com a Banda Chopão.

SaibaMais

Ontem à tarde algumas das categorias voltaram à pista para se apresentar no café colonial, por meio do qual foram arrecadados cerca de 200 quilos de alimento não perecível, que vão ser entregues a entidades carentes. Um quilo era o valor do ingresso, facultativo.

É uma forma de oportunizar que todos participem do Festival do Chucrute, independentemente da condição financeira, uma vez que os ingressos para o baile variam deR$ 30 a R$ 50. Os interessados em reservar lugar para o segundo e último baile, no próximo sábado, devem entrar em contato com a secretaria da Comunidade Evangélica, já que existe numeração a fim de garantir que todos possam escolher onde querem sentar, por meio de um mapa. Contato (51) 3712-1120.

Fonte: Jornal O Informativo do Vale, 18/05/2009, pg 9.

Foto: http://www.festivaldochucrute.com.br/Chuc_e_rute.jpg

By |2009-05-18T00:00:00-03:00Maio 18th, 2009|Sem categoria|Comentários desativados em Show de alegria e amor pela tradição

About the Author: