Diretoria da Amturvales reúne-se com representante da Ferrotur

///Diretoria da Amturvales reúne-se com representante da Ferrotur

Diretoria da Amturvales reúne-se com representante da Ferrotur

O objetivo foi esclarecer o motivo pelo qual não foi dado prosseguimento ao projeto do passeio Turístico Ferroviário dos Vales e Montanhas da Serra Gaúcha, que integra os municípios de Estrela a Guaporé pela EF-491.

Desde maio de 2010, quando ocorreu o repasse dos seis vagões de trem para o Instituto Nacional de Preservação e Restauração Ferroviária (INPREFER), Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (OSCIP) que obteve a concessão dos vagões, o projeto não deu prosseguimento.

Um dos entraves, conforme Lúcia, foi o falecimento do sócio Antônio Bittencourt Rodrigues. A Ferrotur é uma empresa privada que obtém o direito de exploração de transporte de passageiros em classe turística no âmbito ferroviário e Rodrigues era um dos proprietários, detentor de 50% da empresa. De acordo com o relato de Lúcia, após a morte do sócio, para dar andamento a qualquer projeto, é necessário primeiro realizar o inventário na empresa, que transferirá os bens e direitos de Rodrigues para os seus herdeiros. Além de aguardar essa liberação também é necessário conseguir investidores para o projeto.

Segundo Lúcia, para restaurar os seis vagões serão necessários entre R$ 4 e 5 milhões, que deverão ser obtidos junto à iniciativa privada. O maquinário também precisa ser removido para o Rio Grande do Sul. Para isso são necessários R$ 30 mil para trazer cada um dos seis vagões de São Paulo para Santa Maria.

O presidente da Amturvales, Vanildo Roman, esclareceu que a entidade quer envolver toda a região no debate. “Essa situação tem nos preocupado pela demora e entraves que surgiram. Como o direito de exploração é da Ferrotur, dependemos da empresa para avançarmos com esse projeto turístico importante para o Vale. Vamos envolver todos na discussão e buscar soluções concretas para que o problema se resolva da melhor forma possível”, enfatizou.

No início do mês de janeiro, a Amturvales terá uma reunião em Porto Alegre com a secretária Estadual de Turismo, Abgail Pereira, para buscar o auxílio do Estado para dar prosseguimento ao projeto.

Os seis vagões já repassados são oriundos da antiga Rede Ferroviária Federal, sendo quatro de passageiros, um de serviço e um de restaurante. Eles têm 22 metros de comprimento e capacidade para até 60 pessoas sentadas.

O passeio Turístico Ferroviário dos Vales e Montanhas da Serra Gaúcha abrangerá aproximadamente 150 quilômetros.

O encontro entre a diretoria da Amturvales e a Ferrotur ocorreu na quinta-feira, dia 15, em Porto Alegre, e teve a participação da vice-presidente da Associação, Juliana Jasper, do diretor de Roteiros, Rafael Fontana, da turismóloga Lizeli Bergamaschi e do diretor de eventos, Leandro Arenhart. Também participaram o empresário Harri Schneider, o coordenador de Turismo de Estrela, Antônio Veloso, e a proprietária da Imitur Turismo, Tatiana Gärtner.

Texto/fotos: Caroline Rodrigues/ Ass. de Imprensa Amturvales

By |2011-12-22T00:00:00-02:00dezembro 22nd, 2011|Sem categoria|Comentários desativados em Diretoria da Amturvales reúne-se com representante da Ferrotur

About the Author: